Edit
Edit

VEÍCULOS ELÉTRICOS: O futuro do mercado

O que você sabe sobre veículos elétricos, a nova tendência do mercado?

Quase todas as obras de ficção que tentam representar os progressos imaginam o futuro da locomoção por meio de carros elétricos e até voadores. Apesar de parecer algo distante, o desenvolvimento da ciência e da engenharia tem buscado caminhos para esse futuro acontecer.

Até 2030, o estoque global de veículos elétricos deve atingir 140 milhões, sendo 10% da frota total de veículos leves de passageiros, segundo estudo da FGV  Energia/Accenture. O carro elétrico já é uma realidade e muito tem sido prometido para o futuro, como maior autonomia e mais funções para melhorar a experiência do consumidor.

No entanto, a tecnologia empregada nesses veículos ainda é nova e precisa de ajustes, sem contar que alguns países não têm a infraestrutura necessária para sustentar esses veículos. Mas esse dia ainda vai chegar e até antes do que a gente imagina, por enquanto a principal certeza é que os elétricos representam a próxima marcha rumo ao futuro da mobilidade, mesmo que alguns obstáculos precisem ser superados no caminho.

Como funcionam os veículos elétricos?

Nos carros com motor a combustão há quatro fases, a admissão dos gases, a compressão deles, a combustão, que gera a potência enviada às rodas e a exaustão, que libera os gases tóxicos que os veículos elétricos pretendem eliminar.

Já em um modelo totalmente elétrico, a energia é armazenada em baterias e liberada para o motor elétrico, que funciona com a atuação de campos eletromagnéticos. Diferente dos carros convencionais, que precisam das marchas para ir elevando o giro do motor, o elétrico já funciona como um automático, pois o torque total é liberado já a 1 rpm, tirando o veículo da inércia. Só é preciso, então, a primeira marcha e a ré.

No meio termo entre os dois há a tecnologia híbrida, como a do novo Toyota Corolla. Que basicamente são carros que possuem tanto bateria quanto gasolina (ou outro combustível). Fazendo com que os veículos possam alternar entre motor elétrico e motor a combustão.

Os carros híbridos, como os demais carros que possuem baterias, têm um sistema de recarga. Ou seja, enquanto o carro anda movido a gasolina, as baterias vão sendo carregadas e depois usa-se a eletricidade para alimentar o carro, sem que seja preciso o motorista fazer nada. A indústria acredita que a maioria das recargas serão feitas nas casas dos usuários durante a madrugada, na tomada comum.

Como é feita essa tecnologia?

A base dessa nova tecnologia é feita com programação e código, que hoje em dia estão presentes em boa parte do nosso cotidiano. As linguagens de programação são usadas para construir websites, desenvolver inteligência artificial, programar nossos smartphones, criar jogos e entre várias outras aplicações.

A tecnologia do carro elétrico promete trazer a virada de chave para o mercado automobilístico e confirma o conceito de que a velocidade é um sinônimo do futuro. E você, tem acompanhado a evolução da tecnologia em sua empresa?

MAIS NOTÍCIAS