Qual é o Valor da Sua Marca

Quanto você acha que vale a sua marca? Existem empresas especializadas em avaliar o valor das marcas, mas não há como mensurar até que você faça algo. Este é um case no qual a publicidade se inspira e pode responder esta pergunta.

Antes de falar sobre o valor vamos ilustrar com um exemplo conhecido. A Coca-Cola certamente tem a história mais famosa e por isso vamos usa-la como exemplo.

Em 1884 foi lançada a bebida alcoólica chamada “Pemberton’s French Wine Coca”, anunciada como uma bebida intelectual, vigorante do cérebro e tônica para os nervos, sendo, inicialmente uma mistura de folhas de coca, grãos de noz-de-cola e álcool.

Após sofrer problema com a distribuição da bebida que para a época era cercada de restrições principalmente por ser alcoólica, os sócios trabalharam em uma nova fórmula, por meses em um porão de sua casa, em Atlanta, adicionando ingredientes à água carbonada para fazer um xarope e, mandando amostras, para testar a opinião dos clientes chegaram a formula como é conhecida atualmente, no dia 8 de maio era vendida a primeira Coca-Cola, nome posteriormente dado por Frank Robinson, que utilizou a sua própria caligrafia para fazer o logotipo.

O produto era um xarope com água carbonada, servidos em copos de vidro e misturados na hora de servir. No dia 29 de maio, Pemberton anuncia a bebida pela primeira vez no “Atlanta Journal”.

Em 1887, durante seu primeiro ano de operações foram vendidos somente 25 galões de Coca-Cola, o que correspondia a 9 copos por dia, o que rendeu 50 dólares, tornando-se um prejuízo.

Para piorar, em 1888, devido a problemas de saúde e financeiros, Pemberton foi obrigado a vender a fórmula, pelo total de 1.750 dólares e acabou falecendo, no dia 16 de agosto, dois anos após ter inventado a bebida mais famosa do mundo.

No mesmo ano, Frank Robinson procura pelo empresário e farmacêutico Asa Griggs Candler que  compra a fórmula por 2.300 dólares. O empresário acreditava no produto e queria que a Coca-Cola fosse conhecida.

Naquela época, não existiam meios de comunicação nacionais como os de hoje. As cidades eram pequenas e isoladas, típicas cidades do interior. E então a solução foi contratar pessoas para distribuir cupons que davam o endereço e um brinde, experimentar de graça a Coca-Cola, fazendo com que os estabelecimentos fossem procurados.

Candler também acaba disponibilizando outros brindes nos estabelecimentos, como calendários e posters que serviam como uma forma dos consumidores olharem para o nome da Coca-Cola e lembrar onde compraram. Somente em 1893 (no dia 31 de janeiro) é que a marca Coca-Cola foi registrada.

Agora sabendo como foi a ascenção da marca Coca-Cola, você percebe alguns pontos que promovem o produto e a marca indivisível, o valor foi associado diretamente ao produto e se tornou a referencia.

Segundo ponto da sua marca as chances da marca crescer eram pequenas até que a distribuição aumentou e também a oferta, a sua abrangência lhe deu tamanho e status para se tornar famosa, conhecida no ponto de venda. A percepção de valor está ligada diretamente a popularidade da marca em seu próprio meio. Podemos citar outros exemplos, nacionais inclusive, de marcas que sintetizam seu produto e segmento como Bom Brill, Cotonetes, Gillette, Super Bonder e Leite Moça.

Empresas que não sabem o seu valor estão perdidas em meio a tanta informação precisam olhar para sua empresa e enxergar a base, o motivo de existirem, os valores. Todas as pessoas que trabalham em sua empresa devem saber o “reason why” a conduta e o posicionamento. Isto bem definido internamente deve ser transmitido ao público final, a mensagem deve ser direcionada ao produto e a marca essencialmente. O preço é secundário quando o valor da marca é percebido pelo seu consumidor.

O que fará da sua marca um sucesso e da sua empresa a referência é a originalidade, seja original, honesto em suas características, foque nos pontos fortes, inspire seus colaboradores e clientes. Sua marca será medida não apenas pelo aumento nas vendas mas pelo que ela entrega as pessoas.

Quanto a Coca-Cola chegou a valer menos de 2.000 dólares. Naquele momento era só isso que valeria. Ela se posicionou, chegou passou a interagir com as pessoas, convidá-las para sair, ela teve uma visão de unir as pessoas, de estar presente em todos os lugares.

A sua marca não é só o seu logotipo, é como você se apresenta ao seu consumidor. Precisa dessa etapa na qual vocês conversam, se conhecem, encontram afinidades, trocam experiências e criam a mudança.

Da mesma forma que o seu representante comercial se prepara para uma visita a sua marca precisa se preparar para um encontro. Para aumentar o seu valor percebido em um primeiro encontro vendemos o nosso melhor, assim como em uma entrevista.

Para a marca não é diferente. É imprescindível se posicionar, fazer testes com os seus produtos, melhorar o serviço, criar uma auto-avaliação, para cultivar um relacionamento verdadeiro com o seu cliente, as pessoas que se lembram de você são aquelas que você deu atenção, dedicou um tempo para gerar este ambiente de confiança ! O valor da sua marca pode crescer 1.000% ao ano se você investir nos lugares certos. Com os parceiros certos.

  • Fernando Cesar Ribeiro
  • Diretor da agência Leomhann de Publicidade e Propaganda.