Funil de conversão: o que é e como criar o seu!

Quem lida com a área do marketing digital e vendas precisa conhecer o termo “Funil de conversão”. De modo geral, esse tipo de estratégia visa mapear as etapas que um cliente passa, desde o primeiro contato com a marca até a conclusão da compra. 

Ou seja, essa ação consiste em um acompanhamento da jornada de compra do consumidor, pensando em estratégias que possam otimizar a atração e conversão desses usuários.

O artigo explicará o que é o Funil de Conversão de leads e como ele funciona qualificando e segmentando os leads de forma adequada, reduzindo a perda de contatos por conta dos chamados “gargalos”. 

Ou seja, você compreenderá quais são as principais etapas do funil, desde o usuário comum até o cliente final, passando por vários momentos de qualificação e quais estratégias podem ser aplicadas.

Compreendendo o funil 

Um dos principais objetivos empresariais é aumentar o número de clientes para se manter relevante e competitivo. Mas, como isso pode ser feito efetivamente?

Um dos desafios para quem trabalha na área digital é fazer o acompanhamento de pessoas que possuem algum interesse pela marca, de modo a incentivar que elas desenvolvam o interesse e possam realizar a compra e compor uma base de clientes fidelizados. 

O funil de conversão trabalha exatamente nesse sentido, visando nutrir os usuários de forma que evoluam a intenção de compra e tenham uma boa experiência com a marca.

Todo o processo se inicia pelas pessoas que estão conhecendo seu site e tendo contato com sua marca. 

Esses internautas podem se tornar leads, ou seja, clientes em potencial para o seu negócio, ao ler conteúdos de valor e ao oferecer informações para que você entenda qual o interesse, traçando ações de aproximação por canais mais amplos de contato.

Isso ocorre quando a pessoa preenche uma landing page ou faz algum cadastro para receber informações sobre sua empresa.

Posteriormente, esses leads podem ser qualificados, conforme o cadastro e demais interações feitas, e são nutridos com o envio de conteúdo pela equipe de marketing. 

Quando finalmente, após o processo de nutrição, o lead deseja comprar em sua empresa, então ele se torna um cliente. 

É importante ressaltar que as técnicas relacionadas ao inbound marketing devem ser adequadas ao perfil dos usuários e estágio do funil.

Além disso, entendem que o contato da empresa com o cliente não deve finalizar no momento da compra.

Pelo contrário, é essencial que a empresa vise promover um bom relacionamento a longo prazo, de modo a causar uma boa experiência no contato com a marca e fidelizar esse cliente. 

Essa ação é fundamental, pois, se o cliente ficar feliz com sua marca, ele se torna um promotor do negócio, ou seja, pode recomendar a empresa e conteúdo para amigos e conhecidos. Assim, ações de pós-venda e continuidade da nutrição são cruciais.

As fases do funil de conversão  

Com um conhecimento introdutório sobre o tema, vamos compreender quais são as fases do funil de vendas:

  • Atração;
  • Captura;
  • Nutrição;
  • Conversão;
  • Venda. 

Dessa forma, retomando a discussão, temos que o primeiro desafio da empresa é atrair os clientes em potencial e isso só pode ser feito por meio do conhecimento sobre o público-alvo e a produção de um conteúdo direcionado. 

Na captura, a pessoa pesquisou sobre assuntos diversos, por diferentes motivos, e conheceu sua empresa.

Caso encontre materiais de valor (aqueles elaborados pensando nesse comportamento do usuário), ela passa a ter interesse por conhecer mais sobre sua empresa ou sobre determinado tema. 

Para isso, pode baixar um e-book, cadastrando-se para receber mais informações. Com dados de contato, é possível entender melhor a jornada e enviar novos materiais – o que nos leva a nutrição.

Na nutrição do lead, a equipe de marketing enviará um conteúdo segmentado, com o objetivo de agregar conhecimento e informação para o receptor, assim como mostrar que sua empresa tem um grande potencial de resolução de problemas.

Na conversão, a pessoa está pronta para um contato de venda ou mesmo para efetivar a compra/contratação pelos canais de contato. 

Para entender o aproveitamento dessa jornada é possível verificar a taxa de conversão, levando em conta a quantidade de leads, dividida pela quantidade de usuários vezes 100 (obtendo o percentual). Quanto melhor o percentual, mais otimizada é a jornada.

É muito importante que a equipe de marketing trabalhe no monitoramento desses resultados, por meio da mensuração das ações realizadas, com o objetivo de identificar falhas e pontos de melhoria, assim como entender a situação da campanha. 

Por que ter um funil é importante para a empresa?

Você já deve ter percebido que essa é uma ação importante por promover o aumento no número dos clientes e do tráfego do site. 

Mas, é preciso ressaltar que não é qualquer cliente que a estratégia alcança. É uma pessoa que se interessa pelo tema abordado pela marca e que, consequentemente, tem maior potencial de conversão. Ou seja, é um lead qualificado. 

Esse é o principal benefício da estratégia, visto que com a evolução no funil o potencial cliente se torna mais disposto a comprar e ser retido. Ou seja, a fidelização do cliente é uma vantagem, pois isso o torna promotor do negócio.

Outra vantagem é o aumento da visibilidade e da autoridade da marca, o que contribui para que sua empresa consiga ter credibilidade diante do mercado. 

A partir disso, vale a pena conhecer mais sobre o funil de conversão e realizar ações em cima disso

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

MAIS NOTÍCIAS

Marketing Digital
Como investir em marketing Digital em 2022
desenvolver um Site
Como desenvolver um Site Campeão em 2022
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp